Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

23 de fev de 2018

Justiça decreta prisão temporária de dois suspeitos de envolvimento na morte de Bruna Santana

A juíza Márcia Simões Costa decretou no início da noite desta sexta-feira (23), a prisão temporária de dois suspeitos de envolvimento no assassinato da adolescente de Serra Preta Bruna Santana Mendes, 16 anos, que foi encontrada morta na manhã da última quarta-feira (21) dentro de um saco em Feira de Santana.
Segundo o delegado Fabrício Linard, titular da Delegacia de Homicídios, Deividson Jorge dos Santos, 18 anos, e Eric Pereira Maciel, 20 anos (na foto usando camisa branca), ficarão presos por 30 dias. Nesta sexta-feira a força tarefa da Polícia Civil, formada para investigar o caso, ouviu diversas pessoas, incluindo os dois suspeitos, que negam participação no crime.
Além disso, a polícia recolheu em uma casa, aparentemente sem moradores, no bairro Jardim Cruzeiro, sacos semelhantes aos que estavam com o corpo de Bruna. Esses sacos serão analisados e comparados com as demais informações sobre o crime. Segundo o delegado, Fabrício Linard, existem várias linhas de investigação, mas a que se destacou é a que atribui a suspeita a dois moradores do mesmo quarteirão da casa dos parentes onde a jovem estava hospedada, no bairro Jardim Cruzeiro.

“Na manhã de hoje fizemos uma busca na residência desses dois indivíduos e fizemos a apreensão de sacos similares ao que foi utilizado para embalar o corpo da jovem. Diante dos fatos, apesar dos mesmos negarem qualquer participação no crime, procedemos uma representação na Vara do Júri, e analisando o que já tínhamos apurado, diante da necessidade que temos de amadurecermos mais a investigação, foi concedida uma prisão temporária de 30 dias para ajudar nas investigações. Esse prazo é legalmente estabelecido para concluir o inquérito, mas pretendemos concluir em menos tempo”, informou o delegado.
Ele explicou que para consegui uma prisão temporária, não são necessárias provas robustas da autoria daquele fato. “Meros indícios, como os que temos, são suficientes. É um tipo de prisão que visa auxiliar a polícia na conclusão da investigação. Se essas pessoas estivessem soltas, poderiam intimidar testemunhas e pessoas que pudessem favorecer na investigação do caso”, afirmou Fabrício Linard.

Ainda segundo o delegado, essa prisão temporária pode ser transformada em preventiva (com prazo indeterminado), caso a polícia obtenha elementos fortes que os apontem como envolvidos. O delegado informou também que chegou até os dois suspeitos através de denúncias anônimas.

Imagens de câmeras de segurança

A polícia recolheu várias imagens de câmeras de segurança e em uma delas, aparece um homem conduzindo uma motocicleta com uma mulher na garupa. A polícia acredita ser a adolescente e um processo de melhoramento da imagem está sendo feito para se chegar a conclusão. O delegado informa ainda que outras imagens estão sendo analisadas no trabalho de investigação.

Laudo da necropsia
O laudo da necropsia da adolescente saiu na quinta-feira (22) e ficou constatado que a causa da morte foi sufocamento. Não foi comprovado através do exame de necropsia o estupro, nem a gravidez da garota. A polícia aguarda ainda os resultados de exames laboratoriais.

Fonte: Acorda Cidade / Andrea Trindade e Daniela Cardoso
Com informações do repórter Aldo Matos do Acorda Cidade

Nenhum comentário:

Visita Online