Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

11 de set. de 2015

Capim Grosso mais um acidente no contorno de Bonfim

Por volta das 20 horas desta sexta feira um condutor perdeu o controle do veículo e bateu de frente com um poste de luz.

Segundo informações a pessoa Identificado Como Luis do porco, ao inicio da rotatória do contorno de Bonfim perdeu o controle do veículo modelo Pampa placa JMH 3314 de Juazeiro Bahia, Luis que é morador da cidade de Capim Grosso sofreu ferimentos leves, o mesmo recebeu os primeiros socorros no local pelo SAMU, em seguida foi encaminhado para a UPA onde será diagnosticado.

http://agencianordeste.blogspot.com/

Projeto de lei proíbe uso de capacete em comércios de Capim Grosso

O projeto de lei número 124/2015, de autoria do Professor Ney Rios, aprovado pela Câmara dos Vereadores de Capim Grosso, proíbe o ingresso ou permanência de pessoas utilizando capacete ou qualquer tipo de cobertura que oculte a face, nos estabelecimentos comerciais, públicos ou aberto ao público.

O projeto foi votado durante a sessão da terça-feira, 25 de agosto, em primeira discussão, e aprovado na terça-feira, 01 de setembro, em segunda e última discussão. Após a aprovação do Poder Legislativo, a medida deverá passar por avaliação do Poder Executivo, se aprovado, colocado em prática.
Comerciantes aprovam e mostram-se de acordo com a criação da medida, já que pode ajudar de forma eficaz na identificação de criminosos que possam realizar ações em estabelecimentos do município. Alguns comércios já adotaram a prática, dispondo de placas informando sobre a proibição.

Texto: FR Notícias

Pela 2ª vez em 2015, Mairi entra em situação de emergência por seca em ‘toda zona rural’

A cidade de Mairi, na Bacia do Jacuípe, entrou em situação de emergência devido a problemas com a seca. Um decreto do governo do estado validou a condição nesta quinta-feira (10). 

Esta é a segunda vez neste ano que o município tem o decreto acatado pelo estado. Segundo informações da Superintendência de Proteção e Defesa Civil do Estado (Sudec), na primeira vez, a situação teve validade de 90 dias, indo de 5 de maio a 3 de agosto, quando o prefeito Raimundo de Almeida Carvalho (PDT) aprovou a condição em nível municipal. 

Agora, o decreto vale por 180 dias, com início retroativo em 3 de agosto se alargando até fevereiro de 2016. Conforme a prefeitura mairiense, toda a zona rural da cidade sofre com a estiagem, ou 10.081 pessoas, 50,1% da população do município, que é de 20.097 habitantes segundo a última estimativa do IBGE. 

Fonte: Bahia Notícias

Visita Online