Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

27 de out de 2017

PARA A PREFEITURA DE TAPIRAMUTÁ, SEGURANÇA PÚBLICA É PRIORIDADE

A Prefeitura recuperou a viatura para a Polícia Civil, que foi entregue ao delegado José Rogério Ferreira Menezes, o Chefe de Segurança do Município Amarilton Barbosa Carneiro, e o escrivão administrativo financeiro Erivelton de Jesus Pires Oliveira. Com a viatura, os chamados e demandas da comunidade poderão ser atendidas com maior rapidez e eficiência. O investimento é também um reconhecimento ao trabalho que vem sendo executado pela Polícia. 
GOVERNO DO DESENVOLVIMENTO SOLIDÁRIO 

É Hoje Tiririca em Capim Grosso

É Hoje Viu Abestadooooooooo
Imperdível - 20h. - ARENA MIX
Adquira seu ingresso logo

Representantes dos Poderes Executivo e Legislativo de Serrolândia participam do Movimento Pró-Município

A imagem pode conter: 11 pessoas, pessoas sorrindo, pessoas em pé e atividades ao ar livre
O prefeito e vice-prefeito de Serrolândia, junto com alguns secretários e vereadores, participaram na quinta-feira (26/10) do movimento Pró-Município, em Salvador.
A mobilização foi conduzida pela União dos Municípios da Bahia (UPB), para discutir a situação que enfrentam os municípios brasileiros. 85% dos chefes de Executivos municipais da Bahia se reuniram na Assembleia Legislativa (ALBA), para a audiência pública que debateu o municipalismo estadual.
Após realização do Movimento Pró-Município, os prefeitos de diversos municípios baianos pretendem aderir a Marcha para Brasília a fim de cobrar verbas do governo federal para Bahia.
Ascom Serrolandia.
A imagem pode conter: 22 pessoas, pessoas sorrindo, multidão

A imagem pode conter: 1 pessoa

A imagem pode conter: 23 pessoas, multidão

MP recomenda prefeito a se abster de realizar “Carnatal de Várzea da Roça”


O prefeito do município de Várzea da Roça foi recomendado pelo Ministério Público estadual a se abster de promover o “Carnatal de Várzea da Roça”.

Ontem, dia 24, o promotor de Justiça Luciano Valadares encaminhou recomendação ao gestor orientando, ainda, que cancele procedimentos licitatórios e rescinda os contratos porventura firmados em razão da festa.

O município, explica Valadares, encontra-se em situação emergencial, que foi decretada em razão da prolongada estiagem e as suas receitas estão em queda. Segundo ele, elevados gastos na realização do evento podem violar os princípios da moralidade e economicidade, em detrimento de serviços essenciais, como saúde, educação e saneamento básico.

De acordo com o promotor de Justiça, um contrato no valor de R$ 200 mil foi firmado para locação de palco, camarins, iluminação e demais estruturas destinadas ao evento. Além disso, seria necessário ainda a contratação de artistas e bandas, o que poderá ferir o princípio da proporcionalidade e economicidade, registra o membro do MP.

Cecom/MP

Visita Online