Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

22 de jan de 2016

Comissão do Campeonato Rural de Capela do Alto Alegre realiza Campanha em prol das pessoas em Riachão do Jacuípe

A Comissão Organizadora do Campeonato Rural de Capela do Alto Alegre  realizará campanha  neste domingo em prol das Pessoal devido a situação que a nossa cidade vizinha Riachão do Jacuípe está passando em virtude das fortes chuvas, está sendo feita uma campanha pra arrecadação de;roupas,calçados,colchões e alimentos,os mesmo estão sendo entregues na Casa do Fazendeiro, de (Vinicius de Gil) na praça do Kiosk. Vamos convocar o nosso vizinho o nosso parente e vamos fazer uma grande corrente de ajuda. Amanhã estaremos com o carro de som nas ruas divulgando essa ação e já chamado atenção do nosso público do campeonato Rural, pois na rodada desse domingo no Povoado de Ipirai o ingresso será um quilo de alimento que também serão enviados as famílias de Riachão que estão necessidade. Vamos demonstrar a nossa união e solidariedade e não esqueça é muito bom poder ajudar.


Riachão do Jacuípe: uma cidade ilhada

Defesa Civil e Corpo de Bombeiros de Feira de Santana já estão auxiliado a população de Riachão do Jacuípe e os motoristas que passam pelas rodovia BR 324 e BA 120, ambas interditadas depois do forte temporal que cai desde o fim da tarde de quinta-feira, 21 de janeiro de 2016.

Muitos motoristas inclusive correram risco ao passar sobre a ponte do Rio Jacuípe, que não suportou a força das águas e cedeu próximo a cabeceira.

Pela BA 120 sentido Riachão do Jacuípe/Coité também não há nenhuma condição de trafego, pois o açude do Cedro que fica bem próximo a rodovia transbordou e a forte correnteza está cruzado a rodovia.

Mas a situação de Riachão do Jacuípe também é de calamidade pública, pois, vários bairros localizados às margens do rio estão inundados.

Fonte: Calila Notíias 
VÍDEO BAHIA TV

Rio Jacuípe Transborda em Riachão do Jacuípe e BR-324 fica interditada

Motorista sai ileso após ter carro arrastado por rio em Ipirá

De acordo com informações colhidas pela equipe de reportagem da rádio Ipirá FM com a empresa Lagoa Matérias Primas, o motorista que foi dado como desaparecido após ter o veículo arrastado pela correnteza do Rio do Peixe na manhã de quinta-feira, 21 de janeiro de 2016, próximo ao povoado João Velho em Ipirá, conseguiu sair do veículo momentos antes que o carro ficasse praticamente submerso.

Ainda de acordo com informações dos responsáveis pela mineradora onde o ocupante do veículo trabalha, no momento do acidente quem estava conduzindo o veículo era o senhor Ubiraci que é o geólogo da empresa.  

O senhor Ubiraci passa bem, apesar do susto e o veículo foi retirado da água e levado para a empresa por um guincho.

Fonte: Por Marcone Macêdo / Site Ipirá FM

Vereador/pré candidato a prefeito pelo PCdoB Danillo Sales e o pré candidato a prefeito pelo PSB Gil da Padaria solicitam apoio da SUDESB para a realização do campeonato rural.

O vereador Danillo Sales juntamente com o empresário e pré candidato a prefeito de Várzea da Roça Gil da Padaria, tiveram juntos nessa última terça feira (19/01) com Kléber Pereira (assessor do Deputado Federal Daniel Almeida) na SUDESB para solicitar apoio do órgão para todas as modalidades esportiva no município de Várzea da Roça, priorizaram como pedido ao órgão a realização do campeonato rural do município.
O município ta parado em todos os setores, precisamos ta buscando parcerias para a realização desse campeonato, tivemos um apoio da SUDESB em 2013 colocando recursos na prefeitura para a realização do mesmo, mais por conta da prestação de contas que não foi feita corretamente pela prefeitura não tivemos esse apoio em 2014, queremos que a SUDESB venha nos dar novamente o apoio através de associações que temos em Várzea da Roça que são organizadas, finalizou Danillo Sales.
O empresário e pré candidato a prefeito Gil da Padaria, diz que precisamos apoiar o esporte, somos cobrados pela população pra buscar incentivos para os nossos desportistas, precisamos desse apoio.
O chefe de gabinete Gustavo, deixou a SUDESB a disposição informando que devemos apresentar o projeto desse campeonato rural para dar continuidade ao pleito.

Chuva supera a média histórica em 21 dias na BA; Chapada se destaca

O volume de chuvas nas regiões da Bahia superou, em 21 dias, a média histórica analisada para o mês de janeiro. A informação é da Secretaria do Meio Ambiente (Sema).
A região da Chapada Diamantina se destacou. Em 21 dias, a Sema diz que a média na região foi de 312,9 milímetros, sendo que a média histórica é de 105,3.
As regiões oeste, norte e sudoeste também superaram a média histórica de chuvas. Situação semelhante ocorreu na região do Rio São Francisco, no nordeste e recôncavo da Bahia.
De acordo com a secretaria, o sul da Bahia foi a única exceção e não superou a média histórica de precipitação que é de 125,3 mm. O acumulado na região foi de 89,6.
Por conta da chuva, diversas cidades registraram alagamentos na Bahia. O caso ocorreu na quinta-feira (21) em Santa Maria da Vitória e Barreiras, ambas no oeste da Bahia, e em Jaguarari, no norte da Bahia.
Em Santa Maria da Vitória, as águas do rio que corta o município, um afluente do Rio São Francisco, transbordaram. O centro da cidade foi um dos locais mais afetados. Em algumas regiões, moradores precisam usar barco e caiaque para sair de casa e salvar móveis e eletrodomésticos.
Previsão de tempo
Para os próximos dias, que inclui o final de semana, não são esperadas mudanças nas condições do tempo na Bahia, segundo previsão do serviço de meteorologia do Instituto do Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema).
O céu permanece encoberto e chuvoso em todo o estado devido a uma extensa banda de nebulosidade que atua desde o sul da Amazônia até o Sudeste e parte do Nordeste brasileiro.
As regiões onde esse sistema meteorológico influencia o tempo com maior intensidade são o Oeste, São Francisco, Norte, Chapada Diamantina, Sudoeste e Sul, onde estão previstos eventos de chuvas com intensidade moderada.
Os acumulados de chuvas deverão se concentrar no Oeste e São Francisco, podendo estas vir acompanhadas de trovoadas, típicas do verão.
Por outro lado, para as regiões Nordeste e Recôncavo, os ventos úmidos vindos do Oceano Atlântico permanecem influenciado o tempo, deixando o céu nublado a parcialmente nublado com chuvas fracas, conforme o Inema. Porém, não se descarta a possibilidade de chuvas mais expressivas, sobretudo nas localidades mais próximas ao litoral.
A previsão também se estende para a cidade de Salvador e região metropolitana onde, mesmo com predomínio de chuvas, as temperaturas continuam elevadas, com mínimas de 24°C e máximas de 33°C. Altas temperaturas também são esperadas para o restante do Estado, com máximas que deverão variar entre 29°C (Chapada Diamantina e Sudoeste) e 36°C (Nordeste).
Do G1 BA/Foto destacando alagamento em Barreiras, no oeste da Bahia (Foto: Divulgação/ Sema) 

Enchente arrasta ponte principal que liga Itiúba a Filadélfia

Desabou na tarde desta sexta - feira, 22 de janeiro de 2016, por volta das 15 horas, a ponte da BA - 381, que liga Itiúba a Filadélfia.

Segundo informações de populares, apenas a ponte desabou por conta das fortes chuvas na região, porém ninguém ficou ferido.

Maiores informações a qualquer instante.

Barragem São José aumenta 3 metros e 38 mililitros

Foto Arquivo
A Barragem de São José do Jacuípe, uma obra realizada no governo de João Durval Carneiro, foi inaugurada no dia 28 de Julho de 1985.

A construção da Barragem de São José do Jacuípe se tornou um marco e a sua inauguração um dos maiores eventos políticos da história dos municípios de São José e Várzea da Roça, onde está localizada a barragem, a terceira maior da Bahia.

De acordo com informações colhidas, a barragem tem uma altura de 41,0m por 1.560m de comprimento. A sua construção foi para atender à irrigação, abastecimento humano, piscicultura, pecuária e perenização do rio Jacuípe que é de uma extensão de 180 km, até a sua confluência com o Paraguacú.

A capacidade da represa é de 355 milhões de metros cúbicos de água, mas até a chegada das chuvas no mês de janeiro de 2016 a barragem operava com aproximadamente 3% de toda a sua capacidade.
Segundo informações colhidas com a chegada das fortes chuvas já se registra um aumento de 3 metros e 38 milímetros sendo que durante a noite da ultima quinta-feira  21 de janeiro aumentou 1 metro.
A expectativa que esse numero venha a aumentar já que na nascente do Rio Jacuípe chove bastante o que faz com que aumente o volume de agua na Barragem do França que segundo informações da noite de sexta-feira até a manhã de sábado 23 de janeiro venha a sangrar chegando muito mais agua na Barragem São José.

Em Jacobina, barragem transborda com chuvas e preocupa moradores em distrito

Uma barragem no distrito de Lages do Batata, no município de Jacobina, se rompeu após as fortes chuvas que caíram na cidade nas primeiras horas dessa sexta-feira, 22 de janeiro de 2016. 

A população estaria preocupada por conta das águas da barragem conhecida como "João de Nenem” que chegaram a outro açude do distrito.

O incidente deixa moradores da região do Vale da Caatinga em sinal de alerta por conta do risco de rompimento do segundo açude que transbordou ao receber as águas da barragem anterior.

Fonte: Jacobina 24 Horas

Interdição de rodovia em Riachão do Jacuípe triplica o fluxo de veículos nas BA’s 409, 120 e 416

Os 36 Km do trecho da BA 409 que liga Serrinha a Coité, os 27 Km entre Coité e Valente pela BA 120, e os 33 km de Valente, via São Domingos, para o entroncamento com a BR 324 talvez nunca receberam um fluxo tão grande de veículos, principalmente caminhões, ônibus e carretas, quanto esta sexta-feira,22, depois da interdição do principal trecho entre a capital do estado e cidades do sul do Brasil via BR 324 com estados do Nordeste.

Tudo isso depois do grande volume d’água do Rio Jacuípe que corta praticamente a sede do município de Riachão do Jacuípe, cuja cidade está com vários bairros alagados por conta da enchente. São centenas de pessoas desabrigadas e já estão recebendo apoio do Corpo de Bombeiros de Feira de Santana e Defesa Civil do Estado.
Com o trecho interditado em Riachão, o veículos estão sendo obrigados a realizarem o mesmo percurso, pois até  mesmo a estrada que liga Riachão do Jacuípe a Coité foi interditado depois que o açude do Cedro transbordou. Assim, quem está seguindo de Salvador com destino a Juazeiro da Bahia, Senhor do Bonfim, Capim Grosso, Jacobina ou estados do Nordeste ou percurso contrário devem pegar o entroncamento de Valente até  localidade de Cabaças sentido São Domingos, quando entronca com a BR 324.
Para quem saiu de alguma cidade ou de algum estado do Nordeste citado, deve trafegar normalmente pela BR 324, via Capim Grosso, Itatiaia, Gavião, cerca de 5 km antes de Nova Fátima entrar a esquerda e pegar a BA 416 na localidade de Cabaças, dali até São Domingos são 20 Km, mais 13 KM até Valente. Fluxo movimentado mas não existe interdição pelas chuvas, em Retirolândia, Coité e Serrinha.

Motoristas de veículos de grande porte devem ficar atentos a um ponte estreita no Povoado de Santo Antônio, em São Domingos.

Redação CN * Fotos: Raimundo Mascarenhas

Rio transborda e interdita BR-324 em Riachão do Jacuípe

Rio invade ponte e interdita trecho da BR-324, em Riachão do Jacuípe
Um grande engarrafamento é registrado na região de Riachão do Jacuípe, na BR-324, na manhã desta sexta-feira (22). O Rio Jacuípe não comportou o grande volume de água das chuvas e transbordou, cobriu a pista e impediu a passagem de veículos nos dois sentidos.
Rio transborda, causa alagamentos e interdita BR-324 em Riachão do Jacuípe
Rio transborda, causa alagamentos e interdita BR-324 em Riachão do Jacuípe
Segundo um motorista de transporte intermunicipal, que está parado no local desde as primeiras horas da manhã, o engarrafamento já passa dos 10 quilômetros e a água do Rio Jacuípe está próxima do Terminal Rodoviário da cidade. “No sentido Feira-Capim Grosso não faço ideia, mas no outro sentido está mais de dez quilômetros de engarrafamento. A água já atravessou a pista pro lado da rodoviária”, disse ao Jacobina Notícias, informando que muitos motoristas estão parados no terminal.
A cabeceira da ponte localizada sobre o Rio Jacuípe cedeu, piorando ainda mais a situação dos motoristas. Mesmo com o nível da água baixando, os veículos terão que aguardar a Polícia Rodoviária Federal (PRF), que deve orientar os condutores. A chuva continua caindo na região.

AEC-TEA Associação inicia campanha por um novo espaço, em Capim Grosso

Durante 16 anos de existência a AEC-TEA contribuiu efetivamente no desenvolvimento da história da cidade de Capim Grosso, através de um investimento cultural e educacional que aproximou e continua a aproximar diversos jovens às atividades que colaboraram na formação artística, intelectual e cultural.

Ao longo desta trajetória, a AEC-TEA foi construída e reconstruída por diversas mãos que acreditaram e que acreditam nessa instituição e na possibilidade de geri-la de forma coletiva e rotativa, pois, se acredita que muitas pessoas devem passar por ela e dessa forma poder atingir a tanta gente que tem sede de cultura e de arte.

Porém apesar de grande trabalho reconhecido pela comunidade não só capimgrossense, mas em nível regional e estadual, pois a associação também contempla um dos Pontos de Cultura da Bahia, neste ano de 2016 vem enfrentando um grande desafio.
A AEC-TEA funciona há 10 anos em prédio alugado, sendo as contas quitadas com grandes dificuldades, mas por necessidades maiores o proprietário do espaço pediu a retomada do mesmo, estando agora a associação sem um local para realizar suas atividades.

Atualmente a entidade tem núcleos que estão ativos funcionando nas áreas de Artes Visuais, Artes Cênicas, Música, Idiomas e o Programa de Voluntariado Internacional, com tante demanda é necessário um local com estrutura para que comporte todas essas realizações, da qual até o exato momento ainda não foi encontrado.

O poder público municipal, nas esferas executiva e legislativa foi informada sobre a situação, assim como diversas entidades da sociedade civil capimgrossense, para que se pudesse firmar parceiras para um novo espaço, mas até o presente momento nenhuma solução foi apontada.

O prazo para que a AEC-TEA se retire do prédio é até o dia 31 de janeiro e se nenhuma solução for tomada até esta data, a entidade que existe há quase duas décadas correrá o risco de fechar as portas, sem previsão para retomada.

A associação está trabalhando com um abaixo-assinado para que a Prefeitura Municipal doe o prédio da Antiga Delegacia de Polícia Civil, localizada na Rua Esmerando Santiago, a instituição, uma vez que o mesmo encontra-se atualmente sem uso. Com essa doação a AEC-TEA poderá readequar o espaço e continue a prestar serviços à comunidade. Todos maiores de idade podem assinar o abaixo assinado, portanto o numero da identidade ou CPF, estando também disponível de forma online uma petição no link: 


ASCOM AEC-TEA

Samba Miudinho do Brankinho

Visita Online