Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

6 de jun de 2012

As barracas da Feira do Licor de Mairi já estão sendo armadas na Praça J.J. Seabra.

As barracas da Feira do Licor de Mairi já estão sendo armadas na Praça J.J. Seabra, em frente a Prefeitura Municipal. O arrasta-pé vai começar cedo na cidade de Mairi com a 19ª edição da Feira do Licor, evento tradicional que abre os festejos juninos na cidade.

O evento conta com 18 barracas e os mairienses e visitantes terão a oportunidade de experimentar o melhor licor da região e degustar os mais variados pratos típicos do período junino.

A festa este ano vai acontecer nos dias 08 e 09 de junho, na Praça J.J. Seabra, com as atrações Sampainho do Acordeom, Um Desejo a Mais e Porta sem Tramela.

A Feira do Licor na cidade de Mairi foi criada em 1993. Cada ano que passa, a festa vem crescendo e atraindo cada vez mais um público diversificado.

 Fonte: Agmar Rios

São Pedro no Destrito de Angico


Copa Master da Bacia do Jacuipe 2012


 JOGOS DE ABERTURA ACONTECERAM NO DIA 02 DE JULHO
CONFIRA INICIO DA TABELA
DATA    HORARIO    LOCAL    EQUIPE        EQUIPE
02/07    8:30HS    QUIXABEIRA    QUIXABEIRA    X    MAIRI
02/07    9:30HS    QUIXABEIRA    V.DA ROÇA    X    V.DO POÇO
02/07    8:30HS    SERROLANDIA    SERROLANDIA     X    CAPIM GROSSO
02/07    9:30HS    SERROLANDIA    PÉ DE SERRA    X    SÃO JOSÉ
www.foguinhoeventos.com


Associação Pedagógica Waldorf de Várzea da Roça Uma Flor Brotando no Sertão

Ana Carolina Novaes de Araujo¹ relata suas impressões sobre a visita a Associação Pedagógica Waldorf, na cidade de Várzea da Roça – Ba.
Em uma terra tão seca como a nossa, quando enfrentamos talvez a maior seca dos últimos 30 ou 40 anos, quando olhamos nossa vegetação e vemos apenas galhos secos e retorcidos  ficamos um tanto desencantados. No entanto, quando ao longe vemos uma cor diferente, quando vemos “uma flor fulorando na seca” , com a licença do grande  sertanejo Luiz Gonzaga, a nossa esperança é renovada, pois esse é um sinal de chuva no sertão  e chuva é sinônimo de vida.

Com essa linguagem figurativa eu me refiro ao que vi na Associação Pedagógica Waldorf, na cidade de Várzea da Roça – Ba, projeto apoiado pela UNESCO e Criança Esperança 2012  - UMA FLOR NO SERTÃO!

Quando vemos a flor no sertão uma das primeiras sensações que temos é de encantamento e essa é a sensação, é o sentimento dessa professora esperançosa e sonhadora , bem como dos alunos dela do  2º e 3º semestre do curso de Pedagogia da FCG – Faculdade de Ciências Educacionais Capim Grosso.

Esse encantamento é fruto de uma visita realizada à Associação no último dia 21 de abril, com o objetivo  dos estudantes do curso de Pedagogia conhecerem o cotidiano e as práticas de ensino de uma escola que segue uma linha pedagógica diferente daquela a qual eles estão habituados . Essa atividade faz parte da proposta da disciplina Didática , que eles estão estudando neste semestre, que trata dentre  vários conteúdos  sobre  as distintas linhas pedagógicas, partindo de uma perspectiva histórica e concepção teórica para uma perspectiva didática, verificando os pontos positivos e negativos de cada uma delas e a possibilidade da prática no cotidiano escolar.

Fomos ali conhecer  a  Pedagogia Waldorf que é desenvolvida na Associação visitada. Essa  é uma pedagogia  pouco conhecida pela  maioria das pessoas, até mesmo daqueles que se dedicam a estudar mais profundamente a educação. E   vale salientar que foi surpreendente ver aquele trabalho que é feito com muito empenho e dedicação, partindo do princípio de uma educação holística, onde as crianças se desenvolvem como um todo.

Vimos na Escola Anael, mantida por essa Associação, que  atende crianças a partir dos 03 anos de idade e tem turmas de Educação Infantil , 1º e 2º anos do Ensino Fundamental, além de aulas complementares de música, arte, inglês, dentre outras, uma prática pedagógica que parte sempre da experiência concreta das crianças , com o uso de muita música, movimento, ritmos para desenvolver não apenas os 05 sentidos que pensamos ter, mas 12 sentidos que nós nem mesmo sabemos que temos, muito menos temos desenvolvidos em nós.

Continuo aqui usando uma linguagem figurativa, para dizer que vejo o trabalho desenvolvido nesta Associação, nesta escola, como a flor do sertão. Flor que surge no terreno árido da nossa região trazendo esperança de vida em um lugar desacreditado, muitas vezes até esquecido.

 Ao ver o trabalho desenvolvido na Associação Pedagógica Waldorf a  minha esperança renasce, volto a acreditar que por meio da educação é possível sim mudar a vida de pessoas , de lugares desacreditados, sem esperança. Através da Pedagogia Waldorf consigo ver, acima de tudo, um trabalho que permite as crianças acreditarem em si, se auto conhecerem, relacionar-se bem consigo e com a natureza, desenvolverem competências e habilidades que lhes permitirão ter um futuro com mais êxito. Certamente as crianças ali atendidas daqui a alguns anos serão pessoas bem melhores, a semente plantada em cada uma delas vai brotar em tempo oportuno e elas serão referência naquela comunidade, assim como o trabalho desenvolvido naquela associação já é.

Ficamos felizes de poder participar deste trabalho e nosso desejo  é continuar acompanhando-o , apoiando-o no que for necessário e possível pois vejo ali  um lindo trabalho de pessoas comprometidas com a educação, com a formação das pessoas , com o bem comum, com o amor e respeito pela natureza.

Vale a pena conhecer trabalhos como esses que podem mudar a história de uma comunidade , mudar a história de um povo sem esperança . Que as pessoas da nossa região possam ver essa flor brotar, possam regar essa flor e possam contribuir para que essa seja só a primeira de muitas outras flores que podem surgir nesse nosso sertão tão sofrido. Que acreditemos que realmente a educação é a arma mais poderosa que temos para mudar o mundo, como disse Nelson Mandela, e que se a educação não muda tudo, é impossível mudar alguma coisa sem a educação, como disse Paulo Freire, nordestino, sertanejo e Patrono da Educação Brasileira.

Obrigada a toda equipe da Associação Pedagógica Waldorf por nos ensinar lições que jamais serão esquecidas, por fazer renascer em nós a esperança.
¹Pedagoga, Psicopedagoga, aluna do Ciclo de Seminários de Acesso ao Mestrado em Ciências da Educação, Inovação Pedagógica, da UMA – Universidade da Madeira. Coordenadora do curso de Pedagogia da FCG – Faculdade de Ciências Educacionais Capim Grosso, Professora da Disciplina Didática  Professora da  Rede Municipal de Ensino de Capim Grosso – Ba, Coordenadora Pedagógica na Rede Estadual de Ensino da Bahia. Endereço eletrônico : carolina.educacao@gmail.com.

Tabela do Campeonato Brasileiro Serie A 2018.

Visita Online