Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

26 de out de 2017

Netto Paz pode ter sido morto por engano; polícia não acredita em tentativa de assalto

Card image
"Uma das hipóteses que a polícia trabalha é a de que Netto tenha sido confundido com um suspeito de tráfico de drogas no município que possui um veículo com características semelhantes a do Corolla".

A Polícia Civil segue com as investigações do assassinato do pastor e cantor gospel Melchiades Santos Neto, conhecido como Netto Paz, ocorrido na noite dessa quarta-feira (25), no trevo da cidade de Ibirapitanga.
A tentativa de assalto, divulgada inicialmente, a princípio, foi afastada pelo delegado da Polícia Civil de Ibirapitanga. Segundo informou o repórter Garcia Jr. (Rádio Povo). Em entrevista, o delegado Lane Andrade, teria afirmado que trabalha na linha de execução. Os oito tiros disparados contra o veículo foram todos na direção do motorista. Ainda conforme as informações, nada foi levado das vítimas. Netto foi atingido por quatro tiros e, segundo a médica de plantão, já chegou no hospital sem sinais vitais. A filha dele foi baleada no braço e socorrida até um hospital de Itabuna. A esposa do cantor não ficou ferida.
Uma das hipóteses que a polícia trabalha é a de que Netto tenha sido confundido com um suspeito de tráfico de drogas no município que possui um veículo com características semelhantes a do Corolla, de cor cinza, usado pelo pastor. Netto retornava do distrito de Travessão com destino a cidade de Ibirapitanga e, ao atravessar o trevo da BR-101 com a BA-650 teria sido abordado pelos criminosos que fugiram em seguida numa picape Fiat Strada, de cor branca.
A morte de Netto vem causando grande comoção, não só em Ibirapitanga, onde residia, mas na Bahia e em estados vizinhos. Ele se tornou muito conhecido na época em que era vocalista da Banda Shalom e realizou diversas apresentações. Atualmente Netto seguia carreira solo e atuava como pastor de uma igreja evangélica.
Fonte: Giro Ipiaú

Mais de 1000 registros de violência doméstica em Capim Grosso, informa delegado

O delegado de Polícia de Capim Grosso, Dr. Humberto Marino, informou ao REPORTERBAHIA.COM no final da manhã desta terça-feira, 24 de outubro, o registro de aproximadamente 1100 ocorrências de violência doméstica só em 2017, tendo como vítimas mulheres esposas, mães, companheiras, filhas, avós. Só na manhã desta terça-feira, foram registradas três ocorrências, fatos que crescem a cada dia e que vão precisar muito do apoio de toda a sociedade. “Uma violência desenfreada que atinge a família da vítima, vizinhos e toda a sociedade”, pontou o delegado.
Matéria da revista Exame datada de 08 de março de 2017, traz relatos alarmantes a nível de Brasil. Uma em cada três mulheres sofreram algum tipo de violência no último ano. Só de agressões físicas, o número é alarmante: 503 mulheres brasileiras vítimas a cada hora.
Esses números, que mostram o persistente problema da violência contra as mulheres no Brasil, fazem parte de uma pesquisa feita pelo Datafolha e encomendada pelo Fórum Brasileiro de Segurança.
Os dados, divulgados no Dia Internacional da Mulher, mostram que 22% das brasileiras sofreram ofensa verbal no ano passado, um total de 12 milhões de mulheres. Além disso, 10% das mulheres sofreram ameaça de violência física, 8% sofreram ofensa sexual, 4% receberam ameaça com faca ou arma de fogo. E ainda: 3% ou 1,4 milhões de mulheres sofreram espancamento ou tentativa de estrangulamento e 1% levou pelo menos um tiro.
A pesquisa mostrou que, entre as mulheres que sofreram violência, 52% se calaram. Apenas 11% procuraram uma delegacia da mulher e 13% preferiram o auxílio da família.
E o agressor, na maior parte das vezes, é um conhecido (61% dos casos). Em 19% das vezes, eram companheiros atuais das vítimas e em 16% eram ex-companheiros.
As agressões mais graves ocorreram dentro da casa das vítimas, em 43% dos casos, ante 39% nas ruas.
Texto: Arnaldo Silva, DRT – 2805/BA – com informações da Revista EXAME.
www.reporterbahia.com

Por: Arnaldo Silva

Elemento é preso em Ipirá, com moto que havia tomado de assalto em Pintadas

A Polícia Militar conseguiu recuperar na cidade de Ipirá uma moto de placa OLG 4419, que havia sido tomada de assalto próximo ao povoado Antônio Gomes, no município de Pintadas.

Segundo informações, dois elementos armados tomaram a moto de assalto no momento que a proprietária pegava sua filha em um ponto e ônibus. Em uma ação rápida, a Polícia Militar conseguiu recuperar a moto e prender um dos elementos.

Fonte: Augusto Urgente

Tabela do Campeonato Brasileiro Serie A 2018.

Visita Online