Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957

14 de abr de 2012

Piche de asfalto derramado na BA-130, perto do Auto Posto Mairi, deixa pista perigosa.


No fim da tarde deste sábado (14), por volta das 18h, um caminhão tanque vazou piche de asfalto na BA-130, perto do Auto Posto Mairi. 

Por causa do vazamento do piche, a pista ficou perigosa e os caminhões que trafegam sentido Baixa Grande estão com dificuldades para subir a ladeira da BA. 

Segundo o motorista, quando o caminhão ia subindo a ladeira, a tampa do tanque abriu. Uma boa quantidade do piche derramou na pista. 

O caminhão ficou estacionado próximo ao Posto Mairi para resolver o problema da tampa do tanque e seguiu viagem sentido a cidade de Baixa Grande por volta das 20h.

Significado de Piche
Substância negra, mole e gomosa; é o resíduo da destilação de alcatrão ou de petróleo. O piche é altamente adesivo e repelente à água. É utilizado para pavimentar estradas e em aplicações à prova de água. É usado também na fabricação de elétrodos de carbono para células eletrolíticas que produzem alumínio.

Redação e fotos: Agmar Rios.
Fonte: Agmar Rios

Willian lançará seu 4º CD neste Domingo em Várzea da Roça

Maiores informações Disk (74) 8821-7287 falar com Foguinho Eventos.
nesse momento especial com o sucesso em primeira mão na nossa Web Rádio confira!

Assassinos vendiam salgados feitos com carne humana


A Polícia Civil de Pernambuco confirmou na quinta-feira, 12, mais uma informação que impressiona pelos requintes de crueldade utilizados pelos acusados Jorge Negromonte, 50 anos, Isabel Cristina, 51, e Bruna Cristina de Oliveira, 25, para matar, esquartejar e enterrar duas mulheres, no quintal de casa, em Garanhuns, no Agreste Meridional de Pernambuco.
Segundo o delegado Wesley Fernando, que está à frente do caso, durante o depoimento de Isabel Cristina, ela confessou que parte dos salgados – coxinhas, risoles, empadas, entre outros – que ela fazia para vender na cidades eram recheados com a carne das vítimas. “Depois que eles esquartejavam, a carne era congelada, desfiada e também utilizada para alimentar a família, inclusive dando partes dos corpos para a criança que morava com o trio.
Além disso, segundo Isabel, a parte preferida era o coração das vítimas. Mas nada sobrava. Eles também usavam o fígado e os músculos das pernas que eram fervidos e ingeridos, numa espécie de ritual macabro”, explicou o delegado. A polícia acredita que esse mesmo ritual foi feito também com outras vítimas.
Até essa quinta, acreditava-se que o nome de Bruna Cristina, amante de Jorge há sete anos, era Jéssica Camila da Silva, de 22 anos. Mas essa pode ter sido a primeira vítima do grupo. Depois do assassinato, Bruna assumiu a identidade da jovem, que morava em Rio Doce, Olinda, Região Metropolitana do Recife. A menina de cinco anos que morava com os acusados pode ser filha de Jéssica. A polícia ainda investiga outros cinco homicídios que podem ter sido praticados pelos três. 
Vendedora de salgados
Isabel Cristina Pira, 50, dona de casa, casada com Jorge Beltrão Negromonte da Silveira, 50, fazia os salgados em casa e saia pelas ruas do centro de Garanhuns vendendo empadas, coxinhas, sempre com o argumento que estava precisando comprar remédios e colocar comida em casa.
O crime
A Polícia Civil localizou os corpos de Giselly Helena da Silva, conhecida como “Geisa dos Panfletos” (desaparecida desde o dia 25 de fevereiro) e Alexandra da Silva Falcão, 20 anos (desaparecida desde o dia 12 de março de 2012). Elas foram assassinadas, esquartejadas e enterradas no quintal da casa dos assassinos. Quando a polícia chegou à residência, foi recebida por uma criança de apenas cinco anos de idade que mostrou aos policiais, “o local onde os pais mandavam as pessoas para o inferno”. Ela foi levada para o Conselho Tutelar da Cidade e os acusados, Jorge Negromonte, Isabel Cristina e Jessica Camila foram encaminhados para a 2ª Delegacia, onde confessaram ter cometido o crime.
Dor
Em entrevista, Celma Maria Leandro da Silva, 42, mãe de Alexandra da Silva (vítima), tinha esperança de encontrar a filha ainda viva. Segundo ela, Alexandra saiu de casa no dia 12 de março, dizendo que ia resolver uma questão de emprego, já que uma mulher (que seria Isabel, uma as acusadas) teria lhe oferecido uma oportunidade de trabalho, enquanto pegava ônibus no centro da cidade.
Revolta
Moradores das Rua das Emboabas, no bairro Jardim Petrópolis – onde aconteceu o crime – arrombaram a residência dos acusados e atearam fogo no imóvel. A Polícia também registrou um saque no local. Quatro pessoas foram detidas.Entre elas, três menores.
Livro
Com frieza, Jorge Negromonte registrou cada passo dessa atrocidade em34 capítulos distribuídos em 54 páginas de ofício. Com direito a ilustrações demoníacas, sumário, biografia e um roteiro de magia negra, o acusado relata como matou as vítimas e o prazer em acabar com, o que ele chama de “adolescentes do mal”.

Fonte: Folha de Pernambuco

Várzea da Roça-7ª Cavalgada Tradicional cobertura e Transmissão ao vivo Foguinho Eventos

Acontecerá no próximo domingo (15) a tradicional Cavalgada de Várzea da Roça com sua 7ª Edição.
O evento promete reuni r dezena de pessoas amante ao esporte, as 10h00min da manha  acontecerá o desfile com Rainha, Princesa e Madrinha da Festa saindo  do Posto Varzeano passando por ruas da cidade até o prado Municipal,onde acontecerão as disputas: Mirim, Amazonas, Muares, Macha Batida, Macha Picada, Trote e Largo.
Contará com a presença do Julgador Maoelito Ex:  ABCC
Atenção apresentar  exame A.I.E
À noite no Colégio São José acontecerá Show dançante com as seguintes Bandas:  Alombra, Brega & Vinho,e a Sensação Varzeana Willian Ponciano lançando seu 4º CD.
Ingresso já a Venda, antecipado 10:00 Reais no Dia 15:00 Reais.
Pontos de Vendas:
Pousada Várzeana (Larguinho)
Iris de Pitão
Ana Professora
Marina Mulher de Bode
DJ Klebeson


Realização Jamilson Araujo


Da Redação e Arte Foguinho Eventos



Baixa Grande – Lixo é jogada a margem da BA 052


Cerca de uma caçamba de lixo foi jogada a margem da BA 052, enfeitando o “cartão portal“ da cidade, o local serve pra jogarem lixo e já foi motivo de denúncia na Câmara Municipal em diversas sessões, na época empresa que prestava serviço alegou que em algumas vezes ali deixava os resíduos em dias de chupa pelo impedimento da caçamba não poder chegar ao local alugado para este fim. Justificativa que não foi aceita pelos vereadores.
Ao passar pela margem desta BA vimos que o local continua servido parara jogar lixos, em alguns pontos mostra lixos queimados podendo causar até mesmo acidente em veiculo que passa pela movimentada pista.
Testemunha de populares informou que a ultima caçamba de lixos jogado no local foram recolhido do ambiente da festa ocorrida no final de semana (Chopadas das Nigrinhas).
www.baciadojacuipe.com.br
Por: Ediomário Catureba

Nova etapa do Minha Casa, Minha Vida II beneficia 341 cidades baianas



Doas 14 municípios que compões o território de Identidade Bacia do Jacuípe, 12 serão beneficiada pela nova etapa do Minha Casa II, são eles:

Baixa Grande
Capela do Alto Alegre
Gavião
Nova Fátima
Pé de Serra
Pintadas
Quixabeira
Riachão do Jacuípe
São José do Jacuípe
Serra Preta
Várzea da Roça
Várzea do Poço

Ficaram de fora desta vez as cidades de Ipirá e Mairi

Cada uma das 12 cidades contempladas vai receber entre 40 e 50 casas. A seleção foi realizada mediante apresentação de projetos, que foram entregues por prefeituras e governos estaduais.
O Programa Minha Casa, Minha Vida foi criado para diminuir a falta de casas para os brasileiros, chamada de déficit de moradia ou déficit habitacional. Com o programa, a população vai ter ainda mais acesso a casa própria, e serão gerados mais empregos e renda para os brasileiros, pois o investimento na construção civil vai aumentar.
A Bahia ganhou mais 14.700 casas populares do programa Minha Casa, Minha Vida II. Elas vão ser construídas em cidades com menos de 50 mil habitantes, segundo o anúncio feito nesta quinta-feira (12) pela presidenta Dilma Rousseff, em Brasília, durante cerimônia que contou com a presença do governador Jaques Wagner.

www.baciadojacuipe.com.br
Por: Ediomário Catureba

Polícia Rodoviária Estadual realiza operação em Capim Grosso


Teve início na manhã desta quarta-feira (12), na BR – 324, uma operação de responsabilidade da  PRE – Polícia Rodoviária Estadual com sede em Jacobina. De acordo com informações do tenente Tiago Leite, comandante da operação, doze policias fizeram parte dos trabalhos desenvolvidos nas imediações do Contorno de Jacobina.
A operação em Capim Grosso teve como resultado a apreensão de sete motocicletas, um veículo da linha Strada, um caminhão e dois ônibus da empresa São Luis.

O tenente informou que as apreensões aconteceram devido à falta de licenciamento e documentação de uso obrigatório, dentre outros casos.

Quanto aos ônibus da empresa São Luis, as apreensões aconteceram por falta de cursos específicos para os motoristas.

A São Luis ultimamente vem sendo alvo de reclamações dos usuários no sentido de mecânica, higiene e do tempo de deslocamento de uma localidade para outra, nesta manhã teve que interromper viagens com destino a Capim Grosso e região. Para se ter idéia da situação, o ônibus da São Luis que passa no Povoado do Paraíso ao meio dia com destino a Capim Grosso gasta uma hora de viagem para um percurso de apenas 30 km.

Clebson, o popular Posudo, proprietário de uma CB – 300 – que estava sendo conduzida por Tássia a sua esposa relatou que a moto foi apreendida por falta de um retrovisor, o equipamento de uso necessário foi providenciado e mesmo assim o comandante da operação não liberou não liberou o veículo.

Segundo o tenente o trabalho segue sendo realizado em todo o trecho da BR – 324, com postos sendo montados em vários pontos da rodovia.

Texto e Foto: Arnaldo Silva.

Visita Online