Web Rádio Foguinho Eventos Zap (74)99954-6957


17 de dez de 2016

Homem morre na UPA 24h a espera de vaga na Central de Regulação do Estado

Um homem identificado como sendo Ulbadino Servelo dos Santos, 38 anos, morador da Mata do Estado, Capim Grosso, morreu na noite dessa sexta-feira, 16 de Dezembro, depois de dar entrada na noite anterior com suspeita de trombose e Diabetes registrando níveis considerados muito altos, informou uma integrante da família. A Trombose Venosa Profunda (TVP), condição conhecida popularmente apenas por trombose, é a formação de um coágulo sanguíneo em uma ou mais veias localizadas da parte inferior do corpo, geralmente nas pernas.
A mesma integrante da família que ligou para o Jornal Transamérica 2ª edição dessa sexta-feira chamando à atenção do setor de saúde do município, com citação que parentes estavam em frente a UPA 24h esperando por uma solução. Um contato com a secretária da Saúde, Dra. Dayana Caribé, foi mantido via telefone, mas deu caixa, com a mensagem da família sendo repassada através do WhatsApp, tempo depois a Secretaria respondeu que já estava mantendo contato com a equipe da UPA 24h, mas não deu tempo trabalhar a transferência ou até mesmo realizar outro procedimento talvez, Ulbaldino, que sofreu uma parada cardíaca não resistiu e veio a óbito na referida unidade, informou a Secretária. 
Em entrevista recente ao Jornal Transamérica 2ª edição, Edmundo Filho, da SECOM – Secretaria de Comunicação do Governo da Bahia – informou que a Central de Regulação está em processo de reformulação, mas ainda sem previsão para que todo o processo seja concluído, enquanto isso pessoas reguladas, como foi o caso de Ulbaldino, não teve a sua transferência concretizada depois de horas de espera, assim como muitos outros casos Bahia a fora. 
Diante do exposto só resta perguntar: Até quando vamos registrar casos dessa natureza na Bahia? Até quando pessoas amigas ou da família terão suas vidas ceifadas por falta de estrutura na Saúde do Estado, que tem a obrigação de oferecer o melhor serviço hospitalar para a sua população? Até quando viveremos em um país onde o crime contra o estado de direito continuará prevalecendo de tal forma que além de ROUBAR o dinheiro da saúde, da educação, da segurança, rouba sem dó e sem piedade o direito de um cidadão, pai de família conquistar uma vaga em uma unidade de saúde para tratar de uma Trombose como foi o caso de Ulbaldino ou até mesmo outro problema, até quando? Com os fins do trabalho da Lava Jato, que vem colocando através do trabalho da PF, MPF, Procuradores, dentre outros, pessoas na cadeia? Será a Lava Jato a esperança do povo? Até quando... até quando... até quando... até quando senhores representantes do Governo da Bahia, TERRA MÃE DO BRASIL, até quando? 
Ah! Para não esquecer: Ulbadino precisava apenas de um angiologista, o médico responsável pelas doenças clínicas vasculares que não necessitam de cirurgia. Porém é muito difícil separar uma especialidade de outra. Inicialmente porque o paciente que procura o médico não saberá dizer se a conduta será cirúrgica ou não, isso caberá ao médico decidir. Portanto as duas subespecialidades estão intimamente relacionadas, sendo o cirurgião vascular apto a tratar clinicamente das doenças vasculares não cirúrgicas.
Texto e foto: Arnaldo Silva.

Nenhum comentário:

Tabela do Campeonato Brasileiro Serie A 2017.


Carregando...

Campeonato Brasileiro

Loading...

Visita Online